Mais
    InícioNegóciosUber promove ação contra o racismo

    Uber promove ação contra o racismo

    Aplicativo traz conteúdo educativo nas ruas e no digital com exemplos de situações reais já vivenciadas em viagens

    Publicidade

    Com o intuito de promover conteúdo educativo para as pessoas, a Uber realiza uma ação contra o racismo. A iniciativa, que convida usuários e motoristas do aplicativo para serem aliados nesta luta, vai trazer exemplos de situações reais já vivenciadas em viagens.

    Segundo a empresa, na primeira etapa, peças físicas em pontos de ônibus, relógios de rua e posts em redes sociais mostram frases racistas relatadas por motoristas parceiros e usuários do aplicativo. Já na segunda fase, uma série de vídeos mostrará, de maneira mais didática, como esses exemplos são parte do racismo estrutural e porque ter consciência disso é importante para ajudar a mudar essa realidade.

    Continua depois do anúncio

    “Embora a Uber seja um aplicativo que está no celular de milhões de brasileiros, nossa operação acontece na rua. Com isso, as pautas complexas da sociedade também estão presentes em nossas operações. Por outro lado, a presença no dia a dia das pessoas nos traz um grande potencial e nos dá a oportunidade de ampliar mensagens de respeito”, diz Bárbara Galvão, diretora de diversidade e inclusão da Uber no Brasil.

    A ação da Uber contra o racismo, além de reforçar que tais comportamentos não são aceitos pela plataforma e podem levar ao banimento, trazem exemplos que chamam a atenção para afirmações racistas que são reproduzidas, muitas vezes, de forma velada e sistêmica.

    O desenvolvimento do conteúdo educativo foi coordenado pela ONG Promundo, que realizou grupos de discussão com usuários, motoristas parceiros e ativistas de diferentes cidades do país.

    Inscreva-se para receber nossas novidades e cancele quando quiser.

    “Temos consciência da responsabilidade em gerar debates sociais que estejam inseridos em nosso negócio, até por sua natureza e abrangência. Mas, para agir, não podemos trabalhar sozinhos: é preciso muita colaboração com parceiros internos e externos”, comenta Luciana Ceccato, diretora de marketing da Uber no Brasil.

    Além da Promundo, Celso Athayde, fundador da CUFA, e especialistas da Frente Nacional Antirracista também auxiliaram a empresa para chegar ao formato e abordagem final da campanha. O ID_BR , Instituto Identidades do Brasil, também tornou-se parceiro da Uber este ano e atuará nas demais iniciativas de combate ao racismo.

    Publicidade

    GKPB Em Vídeo

    Publicidade
    Publicidade

    Conecte-se

    64,351FãsCurtir
    110,213SeguidoresSeguir
    14,500InscritosInscrever

    Para Você

    Publicidade