Mais
    InícioInovaçãoAplicativosGoogle lança campanha contra desinformação sobre COVID-19

    Google lança campanha contra desinformação sobre COVID-19

    Na campanha, o Google traz recursos para combater as fake news, além priorizar mais dados e links verdadeiros sobre o COVID-19. Saiba mais.

    Publicidade

    Para combater o compartilhamento de fake news sobre COVID-19, o Google anunciou a campanha “Conheça os Fatos”, com iniciativas e novos recursos para apoiar o enfrentamento da pandemia com informações verdadeiras.

    Com o objetivo de promover maior conscientização sobre o acesso às informações corretas, o Google vai destacar informações de qualidade e fontes oficiais sobre prevenção e vacina em suas principais plataformas.

    Continua depois do anúncio
    Campanha do Google contra fake news para o YouTube.

    Agora, quando o usuário pesquisar por “vacina covid” ou “vacina coronavírus”, terá carrosséis de notícias de fontes jornalísticas sobre o tema, painéis com informações confiáveis sobre do número de doses aplicadas no Brasil, o percentual da população vacinada, entre outras estatísticas. Há também links diretos para páginas de fontes verdadeiras, com detalhes sobre o cadastro e locais de vacinação do estado ou cidade de onde foi feita a pesquisa.

    No Google Notícias, tem uma seção dedicada apenas a temas relacionados a COVID-19, em que exibe as principais matérias e reportagens, nacionais e locais, publicações recentes de autoridades de saúde em redes sociais, e uma página especial com fatos e dados atualizados sobre a pandemia no mundo.

    Já para o YouTube, a empresa anunciou que irá remover de sua plataforma vídeos que recomendam usar Ivermectina ou Cloroquina no tratamento ou prevenção de COVID-19. Com exceção de que haja contexto educacional, documental, científico ou artístico suficiente.

    Inscreva-se para receber nossas novidades e cancele quando quiser.

    Também serão privilegiadas informações de fontes confiáveis. Na página inicial e nas buscas relacionadas à doença, serão exibidos vídeos de especialistas e notíciais de jornais no topo dos resultados.

    Abaixo dos vídeos sobre o tema, um painel de informações ainda direciona os usuários para os sites de órgãos oficiais, como Ministério da Saúde e Anvisa, no caso do Brasil.

    Continua depois do anúncio

    Ainda foram criadas playlists conectando Átila Iamarino, Thelminha, Leon e Nilce do “Cadê a Chave?”, Iberê Thenório do “Manual do Mundo” e várias outras personalidade, jornais e hospitais, para criar um conjunto de conteúdos verdadeiros sobre a COVID-19 e vacinas.

    O Google também disponibilizou 250 milhões de dólares em créditos para que a Organização Mundial da Saúde (OMS) e mais de 100 agências governamentais, incluindo o governo brasileiro, pudessem veicular campanhas de comunicação por meio das plataformas de anúncios do Google.

    Além desses recursos, como já falamos aqui, o Google e a Apple também criaram uma ferramenta capaz de identificar e notificar os usuários que tiveram contato com pessoas infectadas com a COVID-19.

    Continua depois do anúncio

    No mundo todo, já foram removidos mais de 850 mil vídeos por violação de políticas ligadas a informações incorretas sobre o COVID-19, e a nova campanha chega para continuar com o comprometimento do Google. Para ver mais detalhes sobre a campanha, acesse o anúncio oficial.

    Publicidade

    GKPB Em Vídeo

    Publicidade
    Publicidade

    Conecte-se

    64,359FãsCurtir
    113,693SeguidoresSeguir
    14,500InscritosInscrever

    Para Você

    Publicidade