Mais
    InícioGeekGamesAtor de "Um Maluco no Pedaço" processa Epic Games por dança em...

    Ator de “Um Maluco no Pedaço” processa Epic Games por dança em Fortnite

    A desenvolvedora de jogos Epic Games está recebendo um processo do ator Alfonso Ribeiro por utilização da dança "Fresh" em Fortnite.

    Publicidade

    É praticamente impossível que você não conheça a famosa dança do personagem Carlton Banks de “Um Maluco no Pedaço” interpretado por Alfonso Ribeiro. O ator entrou em um processo judicial contra a Epic Games por uso não-remunerado de sua dança no jogo Fortnite. Confira o comparativo:

    A Epic Games tem se “apossado” de diversas dancinhas virais da internet e particularmente acredito que já esteja na hora de alguém brecar esses caras, porque embora seja muito legal ter essas danças no jogo, não é legal se apossar dessa forma fazendo mau uso da grande fama que o jogo tem.

    Continua depois do anúncio

    Alfonso Ribeiro dançava na série ao som de “It’s Not Unusual”, do cantor americano Tom Jones, e a dança icônica se tornou um sucesso no mundo inteiro. O artista citou em meio ao processo que a desenvolvedora de jogos roubou os passos de sua coreografia e que o mesmo já estava em processo de registrar os direitos autorais da coreografia. Ele afirma que a dança “Fresh”, utilizada no jogo desde o início de janeiro de 2018 é uma cópia e exige uma retratação sobre isso.

    Já não é a primeira vez que a Epic Games sofre um processo, pois no início desse mês o rapper 2 Milly também entrou com uma ação por causa da dança “Milly Rock”, que surgiu na gravação do clipe da música de mesmo nome.

    Continua depois do anúncio

    O mesmo já teria acontecido com o ator da série Scrubs, Donald Faison, que, embora não tenha processado a desenvolvedora, também teve sua coreografia “roubada” pela desenvolvedora de jogo. O ator alegou que não recebeu nada pela utilização da dança e também se mostrou indignado “Eu não recebi dinheiro, eu não recebi dinheiro. Eu sei, é o que todos devem estar pensando: ‘Alguém deve ter sido pago.’ Não. Eu não recebi. Alguém roubou essa droga, e não é mais minha [dança].”, afirma. Confira abaixo a cena utilizada na série:

    Inscreva-se para receber nossa newsletter e cancele quando quiser.

    Estaria a Epic Games agindo de má fé com relação aos artistas que tiveram suas danças “roubadas”? Acredito que não é preciso cavar muito fundo para encontrar ainda mais gente insatisfeita com o uso de suas coreografias.

    Publicidade

    GKPB Em Vídeo

    Ouça nosso Podcast!

    Publicidade
    Publicidade

    Conecte-se

    64,514FãsCurtir
    110,213SeguidoresSeguir
    14,500InscritosInscrever

    Para Você

    Publicidade