Mais
    InícioGeekCinemaMarvel e sua polêmica Fase 4

    Marvel e sua polêmica Fase 4

    O grande número de lançamentos recentes da Marvel é o pior inimigo do estúdio no momento

    EM GKPB.COM .BR

    Publicidade

    Desde o nascimento do Universo Compartilhado da Marvel lá em 2008 com o lançamento do primeiro filme do Homem de Ferro, é inegável o sucesso do estúdio em conectar diversas franquias distintas e arrastar multidões para as salas de cinema, tendo gerado até hoje mais de $22 bilhões de dólares arrecadados em bilheteria.

    Em 2019 com o lançamento de Vingadores-Ultimato, a Marvel encerrou o que ela mesma chamou de A Saga do Infinito, um evento que vinha sendo construído há dez anos onde culminou com o embate entre os heróis e o titã Thanos, e fez salas de cinemas ao redor do mundo virarem estádios de futebol com tamanha empolgação.

    Continua depois do anúncio
    Imagem: Divulgação.

    De maneira geral, todos os filmes da Marvel até o fim da chamada Fase 3 tiveram uma boa aceitação por parte do público, seja por afeição aos personagens que foram desenvolvidos por anos ou por querer saber como iria terminar a história daquele homem roxo que estava atrás de seis joias. Porém a atual fase do UCM (a chamada Fase 4) está em um caminho bem diferente e dividindo muitas opiniões.

    Nós fizemos um episódio de Podcast onde comentamos um pouco sobre este e outros pontos negativos do atual cenário da Marvel mundialmente. Ouça agora:

    Tudo novo de novo

    Após o lançamento de Ultimato, a Marvel “zerou” tudo e recomeçou, com personagens diferentes, alguns desconhecidos pela maioria do público que conhece o estúdio apenas pelas telonas, além de começar uma caminhada para um outro futuro megaevento que ainda não está tão claro. Muito menos qual ou quem seria a principal ameaça.

    Inscreva-se para receber nossas notícias e novidades em seu e-mail e cancele quando quiser.

    A Fase 4 da Marvel Studios já contou com os lançamentos de Viúva Negra, Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis, Eternos, Doutor Estranho no Multiverso da Loucura e o recente Thor Amor e Trovão.

    Imagem: Divulgação.

    E a verdade é que nenhum desses filmes foi unanimidade entre o público, os próprios fãs da Marvel e a crítica especializada. Apesar da conhecida fórmula Marvel está presente, produções como Eternos e Multiverso da Loucura foram filmes bem diferentes pra o padrão estabelecido no estúdio.

    Continua depois do anúncio

    Eternos teve como diretora Chloe Zhao, que ganhou o Oscar por sua direção em Nomadland, e deixou sua marca no longa, que contou com várias locações reais, uma linda fotografia, cenas filmadas no que ela chama de “hora mágica”, registrando o pôr do sol com suas luzes reais e naturais. Além de toda a beleza, Eternos nos apresentou um grupo de dez novos personagens milenares e superpoderosos com um elenco que abraçava a diversidade e representatividade. O filme foi o primeiro a contar com um herói abertamente gay no UCM (Phastos) e a primeira heroína surda (Makkari).

    Imagem: Divulgação.

    Já Multiverso da Loucura tem a direção forte de Sam Raimi, que tem suas características bem explícitas e traz um toque de horror para o UCM, com momentos que de fato te provocam sustos, além de abrir ainda mais as portas do multiverso e expandir o seu conceito.

    E não é só no cinema que a Marvel divide opiniões atualmente, o estúdio já lançou séries para o Disney+ como Wandavision, Falcão e o Soldado Invernal, Loki, What If…?, Gavião Arqueiro, Cavaleiro da Lua, Ms. Marvel, sem contar os projetos que ainda serão lançados este ano, os que estão em pós-produção ou estão sendo gravados, e ainda os inúmeros projetos que foram anunciados e confirmados.

    Continua depois do anúncio

    O que parecia a princípio ser uma boa notícia para quem gosta de super-heróis, pode não estar tendo o efeito esperado. Com três ou quatro filmes lançados por ano e mais três ou quatro séries, a Marvel criou uma linha de produção que tem deixado muita gente irritada principalmente pelo ritmo de lançamentos e a falta de profundidade nos roteiros em alguns casos, e até mesmo no que diz respeito ao CGI/efeitos especiais usados pelo estúdio que sempre foi um ponto elogiado (afinal eles nos deram o Thanos), mas que agora vem sofrendo várias críticas especialmente após a divulgação do trailer de Mulher-Hulk, onde a personagem que será vivida por Tatiana Maslany, parecia que ainda não estava finalizada.

    Imagem: Divulgação.

    O fato é que com polêmicas ou não, com efeitos especiais ruins ou não, a Marvel parece que não vai diminuir o ritmo nem tão cedo, já que no final do mês o estúdio volta à San Diego Comic Con para dar mais detalhes sobre o seu futuro e a Fase 5, que ainda precisa nos apresentar o Quarteto Fantástico e os X-Men.

    Mas e você, o que está achando dessa Fase 4 da Marvel nos cinemas e no Disney+?

    Conheça nosso podcast

    - Publicidade -

    Últimos stories

    Foodtech faz parceria com o chef Diego Oka para revelar uma nova alternativa vegetal da ‘sopa de tartaruga’, que corre risco de extinção

    Além dos sabores já existentes, os consumidores poderão experimentar os novos Frappe Fini Mini Bananas e Frappe Fini Mini Amora

    Com efeitos especiais e formato inovador que simula os altos e baixos do relacionamento entre mães e filhos, marca surpreende e retrata fase atribulada ao celebrar o Dia das Mães

    Para a nova coleção a marca trouxe cinco personalidades muito conhecidas no universo da Marvel

    🔥 Em alta agora:

    Vincent Martella estrela comercial do Burger King Brasil

    O Burger King sabe exatamente que o seu público gosta de atitudes ousadas e inesperadas. Foi justamente nesse sentido que a rede correu para...

    🔥 Em alta agora:

    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade

    Conecte-se

    62,888FãsCurtir
    145,000SeguidoresSeguir
    16,800InscritosInscrever
    Publicidade