Mais
    InícioGeekColecionáveisPepsiCo lança Tazos em formato NFT no México

    PepsiCo lança Tazos em formato NFT no México

    Os colecionáveis já podem ser adquiridos através do app Joy, porém ainda não há previsão da chegada do mesmo no Brasil

    EM GKPB.COM .BR

    Publicidade

    Desde que os Tazos voltaram e também desapareceram em 2020, os colecionadores brasileiros estão na expectativa pelos novos lançamentos da PepsiCo. Mas não foi apenas aqui que os Tazos sumiram após o lançamento da coleção PAC MAN. No México, onde o Tazo foi criado, também aconteceu o mesmo. No entanto, recentemente, os mexicanos foram surpreendidos pelo lançamento inesperado das primeiras coleções de Tazos completamente virtuais, os NFTazos.

    Certamente você já se deparou com o termo NFT nos últimos anos, especialmente se você é fã de itens colecionáveis. Afinal, os NFTs têm causado uma revolução no colecionismo em meio à era digital, já tendo criado um novo mercado que movimenta milhões de dólares anualmente.

    Seguindo o mesmo caminho trilhado por outras marcas consagradas, como a Mattel, que já possui seu próprio marketplace de carrinhos Hot Wheels em versão NFT, a PepsiCo introduziu o seu colecionável mais famoso na era digital.

    Em maio deste ano, a empresa lançou uma campanha em parceria com Checo Pérez, piloto de Fórmula 1 e atual embaixador da linha Ruffles, para promover o lançamento da coleção Ruffles Racing Team, que trouxe dez NFTazos diferentes.

    O sistema de distribuição dos Tazos virtuais está ocorrendo por meio do aplicativo oficial da empresa, chamado “JOY“,, que também funciona como álbum da coleção. Nele, os colecionadores cadastram os códigos encontrados nas embalagens dos salgadinhos participantes e acumulam pontos para trocar por um NFTazo, que fica armazenado na galeria do aplicativo.

    Vale mencionar que a coleção de NFTazos ilustrados pelo piloto de Fórmula 1 é a segunda a ser lançada no México. A primeira coleção, intitulada “Tu selección ideal”, foi lançada em novembro de 2022 e fez referência direta ao futebol, como sugere o próprio nome.

    A primeira coleção contou com apenas mil unidades de NFTazos disponíveis, e, de acordo com o comunicado da PepsiCo, as mesmas se esgotaram em menos de 18 minutos. Esse fato provavelmente encorajou a empresa a investir em um novo lançamento.

    Em meio a essa novidade, como já podia ser previsto, houve sim o descontentamento por parte daqueles que aguardavam por uma coleção “palpável” e também pela parte daqueles que não conseguiram adquirir o seu exemplar a tempo. E parece que isso acabou chamando a atenção da PepsiCo. 

    Diferentemente da primeira coleção, essa segunda teve um número maior de NFTs disponibilizados e também contou com uma versão física das 10 estampas da coleção. 

    O detalhe é que somente aqueles que antes conseguiram coletar os dez NFTazos tiveram a oportunidade de disputar um dos 30 kits promocionais contendo a coleção palpável. Ou seja, se já não estava fácil possuir um NFTazo devido à sua produção limitada, agora está sendo ainda mais difícil ter a versão impressa dos Tazos do piloto de Fórmula 1.

    Aparentemente uma boa estratégia para levar os colecionadores mais saudosistas a entrarem de vez na onda do Tazo virtual.

    Vale ressaltar que não é possível contornar a escassez dos colecionáveis virtuais compartilhando ou tentando criar réplicas fiéis deles. Isso se deve ao fato de que nenhuma dessas alternativas é possivel quando se trata de NFTs. Ao contrário de um arquivo digital comum, cada NFTazo possui uma assinatura digital exclusiva e inviolável, graças à tecnologia blockchain. Cada um é verdadeiramente único e insubstituível.

    Pense em um NFTazo como o quadro da Mona Lisa: você pode até comprar uma reprodução barata num camelô, mas só existe uma verdadeira, e é ela que carrega o seu real valor de mercado.

    Para aqueles que não conseguiram adquirir um NFTazo durante o período da promoção, a única opção será aguardar por alguém que esteja disposto a vender um exemplar da sua coleção pessoal. No entanto, assim como acontece com qualquer item exclusivo ou de produção limitada, a maioria dos NFTs estão valorizando diariamente no mercado. Não é difícil encontrar notícias sobre colecionáveis digitais sendo vendidos por milhares ou até milhões de reais atualmente. A realidade é que esse mercado está em pleno crescimento e aqueles que entrarem mais cedo na brincadeira podem se surpreender com seu potencial.

    E quando os NFTazos chegam ao Brasil?

    Por enquanto não há nenhum indício de que a PepsiCo esteja planejando trazer os NFTazos para cá, mas se caso a empresa decida exportar os disquinhos virtuais para o resto do mundo é muito provável que o Brasil venha a entrar nessa nova onda. Até porque os brasileiros já tiveram a oportunidade de colecionar Tazos virtuais no passado.

    Isso aconteceu aqui em 2012 através da campanha “Super Tazo Live”, essa que trouxe os até então únicos Tazos nacionais que não foram encontrados como brindes nos snacks da empresa, os da coleção Vingadores.

    Para adquirir esses Tazos, os colecionadores precisavam participar de um jogo virtual de batalhas de Tazo, semelhante ao Super Trunfo, e garantir as melhores posições nos rankings semanais e mensais do jogo. O acesso ao jogo era feito justamente através da troca de códigos encontrados nas embalagens de snacks da Elma Chips.

    A cada código inserido eram gerados três Tazos virtuais para serem usados em batalhas online contra outros jogadores. A cada vitória, o jogador poderia escolher um Tazo do adversário além de acumular pontos para subir no ranking do jogo.

    No entanto, uma diferença importante é que esses Tazos virtuais não eram NFTs, portanto, todos eles desapareceram após o término da promoção, junto ao encerramento do site onde o jogo estava hospedado.

    Mas quem conseguiu obter uma coleção física dos 60 Tazos dos Vingadores, que de acordo com as regras da campanha são apenas 34 exemplares, têm motivos para comemorar até hoje. Devido a sua produção limitadíssima ela se tornou a coleção mais valiosa e cobiçada entre os colecionadores brasileiros, sendo normalmente comercializada por valores acima dos cinco dígitos. O detalhe é que raramente essa coleção é encontrada a venda.

    Esse é apenas mais um dos exemplos de como peças colecionáveis de produção limitada só tendem a supervalorizar com o tempo. Então a dica é: Não pense duas vezes antes de adquirir um NFTazos se eles de fato pintarem por aqui.

    Será que com base nessa experiência de mais de uma década, a PepsiCo e a Elma Chips estão preparando alguma surpresa relacionada aos NFTazos para nós?

    Enquanto aguardamos a resposta, você pode sentir o gostinho de como será o jogo de “Bater Tazo” na era da Web 3.0. Assista ao vídeo promocional um tanto inusitado da campanha dos NFTazos.

    https://www.instagram.com/p/ClhGsBnpcXG/

    Texto enviado por Lucas Hempa.

    - Publicidade -

    Últimos stories

    Serão 12 mini figuras inspiradas nos personagens da animação

    Lançamento traz alguns dos personagens presentes na animação da Disney Pixar

    A novidade chega após o sucesso de vendas da parceria entre Dolce & Gabbana e a marca brasileira

    Voo de inauguração, nesta sexta-feira, terá distribuição de brindes e serviço de bordo diferenciado

    🔥 Em alta agora:

    Minions chegam ao McLanche Feliz para celebrar ‘Meu Malvado Favorito 4’

    Depois de celebrar o lançamento de Divertida Mente 2 com dez miniaturas dos personagens, chegou a vez dos Minions de Meu Malvado Favorito 4,...

    🔥 Em alta agora:

    Minions chegam ao McLanche Feliz para celebrar ‘Meu Malvado Favorito 4’

    Depois de celebrar o lançamento de Divertida Mente 2 com dez miniaturas dos personagens, chegou a vez dos Minions de Meu Malvado Favorito 4,...
    Publicidade
    Publicidade
    Publicidade

    Conecte-se

    62,760FãsCurtir
    153,000SeguidoresSeguir
    7,100SeguidoresSeguir
    50,000SeguidoresSeguir
    5,400SeguidoresSeguir
    16,800InscritosInscrever
    Publicidade