Mais
    InícioNegóciosEntrevistaBarbara Sapunar apresenta iniciativa Geração que faz Bem, da Nestlé

    Barbara Sapunar apresenta iniciativa Geração que faz Bem, da Nestlé

    Conversamos com Bárbara Sapunar, Head de Criação de Valor Compartilhado da Nestlé Brasil para entender um pouco melhor sobre o projeto

    Compartilhe

    -

    Em mais uma iniciativa de celebração dos 100 anos de Brasil, a Nestlé vai acelerar projetos de impacto social liderados por jovens, para que ganhem escala e ajudem a criar um futuro melhor.

    A marca deve promover mentorias para estes jovens e ainda utilizar suas embalagens, que têm penetração em 99% dos lares brasileiros. Nesta entrevista, nós vamos conversar com Bárbara Sapunar, Head de Criação de Valor Compartilhado da Nestlé Brasil. Para entender um pouco melhor sobre o projeto Geração que faz Bem.

    Conta um pouco para quem nos acompanha, o que é essa iniciativa “Geração que Faz Bem” que a Nestlé lançou há poucos dias?

    Neste ano a Nestlé celebra 100 anos de presença no Brasil. E nós temos tido um ano muito especial. Não só pelo momento no qual estamos, desafiador como planeta, mas também um momento de olhar para o futuro com um olhar mais esperançoso. E é neste contexto que Geração que faz Bem se insere. É uma iniciativa que tem como objetivo reforçar a importância das ações de impacto positivo da Nestlé e inserir o jovem neste contexto.

    Nós queremos, não só olhar para os 100 anos que temos construído no Brasil, mas também no futuro. Olhar esse jovem reconhecendo o poder de impacto positivo que ele pode ter no Brasil. E para isso nós criamos essa iniciativa chamada Geração que faz Bem, que tem como objetivo identificar as diferentes iniciativas sociais lideradas por jovens aqui no Brasil que tenham impacto positivo tanto a nível de ecossistema, planeta, cultura, sustentabilidade, em diversas frentes.

    Inscreva-se para receber nossa newsletter e cancele quando quiser.

    A ideia é dar visibilidade para essas iniciativas; apoio estruturante para elas e depois acompanhar esses jovens para garantir que eles consigam ter a maior chance possível de que a iniciativa ganhe corpo e tenha o melhor impacto social positivo possível dentro do Brasil.

    Quais são os parceiros da Nestlé nessa ação?

    Nós temos uma ambição bem grande a nível global. Impactar 10 milhões de jovens em todo mundo. Nós acreditamos que as empresas têm papel fundamental em promover conteúdos que deixem os jovens mais preparados para o mercado de emprego. O que chamamos de empregabilidade.

    Estamos identificando parceiros que nos ajudem a promover diferentes conteúdos, estruturando iniciativas etc. Nesse contexto nós fizemos uma parceria com a Kids Rights e a Yunus Corporate, para ganhar escala nessa iniciativa tão maravilhosa.

    A Kids Rights é uma fundação internacional com projetos que ajudam a promover e respeitar os direitos de crianças e jovens. Eles trabalharam com 

    Greta Thunberg e Malala. Elas foram descobertas por eles. E a fundação se preocupa em criar este lugar em que as crianças e jovens tenham essa visibilidade e os direitos deles sejam garantidos. Eles atuam a nível global e nós fizemos uma parceria com eles para identificarmos estes jovens no Brasil e dar visibilidade aos projetos.

    A Yunus, provavelmente todo mundo já ouviu falar, eles ganharam o Prêmio Nobel da Paz economista e é uma unidade de inovação social dentro do Brasil. A ideia deles é apoiar empresas para criarem estratégias de inovação social conectadas com o negócio. Então tanto a Yunus, quanto a Kids Rights são fundamentais para garantir que essa iniciativa ganhe corpo e nos ajude a identificar as melhores iniciativas dos jovens e, consequentemente, dar visibilidade e escala.

    E, realmente, foi um sonho trabalhar com eles. Isso eu tenho que reconhecer. A equipe foi atrás e eles foram superparceiros, abertos para criar a melhor iniciativa. Foi uma iniciativa criada a 6, 8 mãos, para criar essa Geração que faz Bem. E nós estamos superfelizes e esperançosos de que nós consigamos dar esse espaço de visibilidade e estruturando iniciativas criadas pelos jovens. São eles que vão criar o futuro melhor que nós precisamos tanto no Brasil.

    Todos os jovens com projetos sociais podem participar?

    Todos os jovens podem participar, desde que tenham uma iniciativa social com impacto positivo que já esteja estruturada e que tenha a possibilidade de mostrar algum tipo de impacto. Mesmo que pequeno.

    A ideia é que seja uma iniciativa já com uma sementinha para que possamos identificar algum tipo de impacto, ou pelo menos imaginar o que seria esse impacto positivo aqui no Brasil. E a partir disso, qualquer um pode se inscrever através da nossa plataforma. Vamos selecionar os melhores. De 16 projetos que vão ser selecionados para uma segunda etapa, e depois 8.

    O que queremos é abraçar e reconhecer esses projetos que não têm tido a oportunidade de acessar algum tipo de outras instituições. Então vamos focar em que não conseguiu nenhum suporte financeiro, ou apoio de outra instituição. Dessa forma nós ampliamos o espaço e as oportunidades para que projetos que não conseguiram algum apoio de outra instituição consigam, a partir de Geração que faz Bem, ter essa possibilidade de receber apoio, tanto da Nestlé, quanto de Kids Rights e Yunus, dentro dessa mentoria.

    As inscrições podem ser realizadas pelo site até quando?

    As inscrições vão até 28 de julho e os selecionados vão receber uma mentoria ao longo de diferentes encontros com a Yunus e Kids Rights, além do apoio da Nestlé.

    Os selecionados receberão uma mentoria, certo? Explica um pouco melhor como será esse processo. A Nestlé está sozinha nesse processo?

    A mentoria é um dos benefícios, além da visibilidade das iniciativas. Essa é de longo prazo e contempla sete encontros com os parceiros. Não só com Yunus, mas também incluindo a Kids Rights, e têm como objetivo apoiar os empreendedores com conteúdos de empreendedorismo e autoconhecimento. Uma área que nós sabemos que é fundamental para estruturar o negócio e cultivar a resiliência que será tão necessária para garantir o sucesso de uma nova iniciativa.

    Além disso, os empreendedores vão ter acesso a plataformas de conteúdo. Uma plataforma global da Kids Rights, que têm diferentes temas como conteúdos importantíssimos que abordam temas globais são relevantes para qualquer empreendedor social e que abordam temas importantes como gênero, capacitação digital, cyberbullying etc.

    Uma série de temas que podem ser muito interessantes para os empreendedores e que vão apoiá-los para garantir que as iniciativas que eles estão liderando tenham maior chance de sucesso e de estruturação.

    Barbara Sapunar – Head de Criação de Valor Compartilhado da Nestlé Brasil. Imagem: Divulgação.

    Além de todo esse suporte da Nestlé para a escolha dos projetos e durante a mentoria, ainda tem uma novidade muito bacana para os selecionados. Eles estarão nas embalagens de alguns produtos Nestlé, não é mesmo?

    Nós pegamos os projetos selecionados para uma última etapa e depois disso, os 8 selecionados para a mentoria também terão como possibilidade de comunicação e divulgação das iniciativas ter um destaque nas embalagens de alguns dos produtos de Nestlé. Então a ideia é realmente dar voz a esses jovens utilizando o maior veículo de comunicação que temos, que são nossas embalagens.

    Hoje a Nestlé tem uma penetração de 99% nos lares brasileiros. Ou seja, 99 de cada 100 lares no Brasil têm algum produto da Nestlé. Então imagine qual o poder de comunicação que esses produtos têm.

    Então quando nós pegamos uma iniciativa dos jovens e colocamos na parte frontal do produto, somos um superveículo de comunicação para promover esse poder transformador que o jovem tem em criar um futuro melhor para o Brasil e é isso o que queremos: promover essa comunicação a partir dos nossos produtos, dando destaque e aproveitando todo esse músculo que uma empresa tão grande tem para a divulgação. Vai ser uma ótima oportunidade de visibilidade.

    Nós estamos muito contentes. É uma forma de comemorar os 100 anos de Nestlé no Brasil e de dar também esse espaço. Não comemorar dentro, senão comemorar com as pessoas que escolhem Nestlé todos os dias, dando esse espaço para reconhecer também o impacto positivo que esse jovem está criando, ou querendo criar para o futuro do Brasil.

    Matheus Ferreirahttp://gkpb.com.br
    28. Publicitário e fundador do @Geek Publicitário e Diretor Executivo da Agência HiperStorm. Falo sobre Publicidade, Diversidade, TV, Design e Tecnologia.
    Publicidade

    Conecte-se

    64,515FãsCurtir
    110,213SeguidoresSeguir
    14,500InscritosInscrever

    Para Você

    Publicidade