Mais
    InícioInovaçãoStartupsNestlé lança plataforma de inovação aberta

    Nestlé lança plataforma de inovação aberta

    A plataforma de inovação da Nestlé chega para ser um canal de conexão de parceiros com as marcas da companhia. Saiba mais.

    Publicidade

    A Nestlé acaba de lançar o Panela, uma nova plataforma que vai conectar a companhia com colaboradores, startups, universidades e parceiros empresariais de todo o ecossistema de inovação do Brasil. A novidade já chega com 43 startups em andamentos, entre piloto e aceleração, e conta com mais de 50 marcas da companhia.

    Nos últimos 3 anos a Nestlé analisou mais de 1400 startups, se conectou com quase 400 delas, realizou 100 pilotos e implementou mais de 30 projetos em escala, sendo reconhecida por 2 vezes seguidas pelo “100 Open Startups” (2019 e 2020) como uma empresa no setor de alimentos e bebidas que mais atua com inovação aberta.

    Continua depois do anúncio
    Carolina Sevciuc.

    “A partir desses números, é possível ter uma ideia do potencial do Panela”, aponta Carolina Sevciuc, diretora de Transformação Digital da Nestlé. “Com a plataforma, a maior empresa de alimentos e bebidas do mundo contribui para desenvolver a inovação na cadeia de alimentos do Brasil e de forma colaborativa. Estamos muito felizes com esse lançamento que representa um passo significativo de nossa jornada de inovação”, comemora Carolina.

    Além das marcas da companhia, o Panela Nestlé também nasce com grandes parceiros para colaborarem na parte de estruturação e metodologia, entre eles estão: Innoscience, Distrito, Aevo, Techstart, Nexus, Endeavor e All 4 Food.

    Continua depois do anúncio

    Para marcar a chegada da grande novidade, o Panela ainda lança 10 desafios de negócios para startups e 3 desafios para universidades. Para as startups vai envolver diversas áreas como marketing, trade, supply chain, vendas e jurídico, com destaque para sustentabilidade, transformação digital e inovação, claro.

    Inscreva-se para receber nossa newsletter e cancele quando quiser.

    Em conjunto com a Nestlé, eles vão desenvolver um piloto ou prova de conceito remunerado que serão aplicados em ambiente comercial. Ao final do programa, caso o projeto seja validado, as startups ainda vão poder ser contratadas como parceiras ou fornecedoras da Nestlé.

    Já para as universidades, o objetivo é impulsionar projetos de pesquisa e desenvolvimento tecnológico e acadêmico na divisão técnica da Nestlé, dessa forma acelerando e transformando conhecimentos nos processos e produtos da marca.

    Continua depois do anúncio

    Os temas dos desafios são: “Tecnologia para redução da pegada de carbono no cultivo de cacau/café”; “Tecnologia para aproveitamento do lodo das estações de tratamento das fábricas” e “Tecnologia para otimização das análises do leite por espectroscopia de infravermelho”.

    Quem ficou interessado no Panela Nestlé e gostaria de participar, pode se inscrever e ver mais detalhes dos desafios no site oficial panelanestle.com.br.

    Publicidade

    GKPB Em Vídeo

    Ouça nosso Podcast!

    Publicidade
    Publicidade

    Conecte-se

    64,494FãsCurtir
    110,213SeguidoresSeguir
    14,500InscritosInscrever

    Para Você

    Publicidade