Mais
    InícioBreak PublicitárioApagão das Redes Sociais | Break Publicitário #10

    Apagão das Redes Sociais | Break Publicitário #10

    No décimo episódio do Break Publicitário, Matheus Ferreira e Erik Rocha comentam sobre o caso onde o Facebook tirou a MLabs do ar.

    Publicidade

    Há algumas semanas, mais de 39 milhões de posts realizados por mais de 47 mil agências de comunicação simplesmente desapareceram do Facebook e do Instagram. A justificativa seria a utilização da MLabs para realizar as publicações. A MLabs é um serviço de gestão de redes sociais bem conhecido e utilizado por mais de 330 mil contas de redes sociais.

    De acordo com o Facebook, a MLabs violava algumas das limitações de sua API. Depois de cerca de uma semana as publicações voltaram e o serviço também, porém sem algumas das funções fundamentais para a contratação de plataformas do tipo pelos gerentes de social media. No décimo episódio do Break Publicitário Matheus Ferreira e Erik Rocha conversam sobre o apagão das redes sociais.

    Continua depois do anúncio

    Ferramentas de gestão de Redes Sociais

    Quem trabalha com as redes sociais atualmente sabe a importância das ferramentas de gestão de Redes Sociais. No Brasil, duas dessas ferramentas acabam se destacando e sendo mais populares, são elas: MLabs e Etus.

    Essas ferramentas auxiliam no processo de publicação nas redes sociais, agilizando para que seja possível programar publicações em diversas plataformas ao mesmo tempo e emitindo relatórios funcionais sobre o desempenho de seu perfil ao longo dos meses.

    Inscreva-se para receber nossa newsletter e cancele quando quiser.

    Continua depois do anúncio

    O Facebook disponibiliza também sua própria ferramenta de gestão, mas não costuma ter a preferência dos usuários.

    Embora essas ferramentas tenham permissão do Facebook para existir, elas não geram receita para a marca e não é possível que a plataforma rastreie exatamente todas as operações que estão acontecendo.

    Conheça algumas das ferramentas de gestão:

    MLabs — 332 mil contas cadastradas, essa ferramenta permite a gestão de redes sociais como Facebook, Twitter, Instagram, YouTube, LinkedIn e Pinterest. Planos a partir de R$ 12,90.

    Postgrain — Especificamente focada em Instagram, a ferramenta surgiu com o nome de Instamaizer, mas precisou mudar de nome após uma requisição do próprio Instagram. Planos a partir de R$ 29,90. 

    Continua depois do anúncio

    Etus — A ferramenta conta com mais de 100 mil marcas cadastrada e atende redes sociais como Facebook, Twitter, Instagram, YouTube, LinkedIn, TikTok e Google Meu Negócio. Planos a partir de R$ 7,80.

    Além dessas, existem outras ferramentas que possibilitam o gerenciamento de redes sociais como a AgoraPulse, ScaleHot e a Socialbakers.

    O Apagão da MLabs

    No dia 10/06, às 18h, a MLabs simplesmente parou de funcionar sem mais, nem menos. Segundo Rafael Kiso, gestor da mLabs, foram ocultados 39 milhões de posts, inclusive os realizados por 47 mil agências de comunicação (publicidade, PR, promo, digital).

    A medida foi tomada por conta da sede do Facebook dos EUA, que tomou a decisão. A MLabs chegou até mesmo a emitir um comunicado garantindo que estava agindo conforme as políticas do Facebook e relembrando que um episódio semelhante já havia acontecido em 2019.

    Continua depois do anúncio

    Por que o Facebook tirou a MLabs do ar?

    Para entender o motivo do Facebook ter tirado a MLabs do ar, é preciso entender o que é uma API e o que isso significa. 

    API é uma sigla para Interface de Programação de Aplicações que é, basicamente, conjunto de rotinas e padrões estabelecidos por um software para a utilização das suas funcionalidades por outros aplicativos. 

    Exemplificando de maneira simples, a plataforma permite que terceiros façam o uso de suas ferramentas sob algumas condições específicas. 

    Acontece que, nesse período em que a MLabs ficou por fora, a própria ferramenta assumiu que estava realizando funções não permitidas pelo Facebook, tais como: 

    • Publicação automática de Stories, Reels e IGTV;
    • Formato carrossel para Feed;
    • Marcação de produtos no Instagram Shopping;
    • Desativar comentários em post do Feed;
    • Inserção de Texto Alternativo;
    • Primeiro comentário

    Todas essas funções citadas acima não são permitidas pelo Facebook para serem feitas por terceiros e, não só a MLabs, como diversas outras ferramentas de gerenciamento também oferecem.

    Continua depois do anúncio

    O Retorno da MLabs

    Após toda bagunça causada pelo Facebook, a MLabs voltou e já não possui mais as outras funções que foram citadas como proibidas pela plataforma. 

    Felizmente as contas que fizeram o uso da ferramenta não foram penalizadas e podem continuar utilizando suas contas normalmente. 

    Já na MLabs, todos os clientes terão um upgrade para o perfil profissional, enquanto para os que já estavam no perfil profissional, a ferramenta fechou uma parceria com a DashGoo para oferecer um relatório para análise de mídias sociais mais preciso.

    Além disso, a MLabs está oferecendo também uma extensão de 15 dias para todas os usuários da ferramenta.

    Perguntas no Instagram

    No Instagram, foi perguntado se os seguidores fazem uso das ferramentas de gestão de redes sociais e as respostas que mais apareceram foram:

    • Facebook Business;
    • Instagram;
    • Stilingue;
    • Postgrain;
    • MLabs.

    Já a outra pergunta diz “Você acha que seria possível realizar o seu trabalho da mesma forma sem utilizar essas plataformas?” e 65% das pessoas responderam que não seria possível realizar o trabalho da mesma forma.

    Continua depois do anúncio

    Considerações finais

    É certo que ferramentas que auxiliam no trabalho dos gestores de mídias sociais são essenciais mas, para usar essas ferramentas, é importante estar atento nas condições necessárias para fazer esse uso de boa maneira.

    Embora a conduta do Facebook não tenha sido das melhores, vale a lição para o aprendizado da importância dos termos e condições de qualquer ferramenta a ser utilizada. 

    Além disso, por parte das ferramentas de gestão de redes sociais, é importante que aprendam a lição para trazer mais transparência com seus usuários e avisar, de maneira clara, dos riscos que o usuário está correndo ao utilizar a plataforma. 

    Caso você tenha interesse em conferir toda conversa do podcast na íntegra você pode ouvir ou assistir o Break Publicitário em todas as plataformas digitais.

    Publicidade

    GKPB Em Vídeo

    Ouça nosso Podcast!

    Publicidade
    Publicidade

    Conecte-se

    64,493FãsCurtir
    110,213SeguidoresSeguir
    14,500InscritosInscrever

    Para Você

    Publicidade