Mais
    InícioNegóciosEntrevistaAussie Grill: “Em sete meses já estamos com 68 operações em 16...

    Aussie Grill: “Em sete meses já estamos com 68 operações em 16 estados”

    Renata Lamarco, diretora de marketing do Grupo Bloomin’ Brands, comenta sobre os desafios de inaugurar uma marca em um período de pandemia

    Publicidade

    No final de 2020, o Grupo Bloomin’ Brands – detentor das redes de restaurantes Outback e Abbraccio -, apresentou a marca Aussie Grill aos consumidores brasileiros. Com uma operação 100% digital, a marca chegou com foco no delivery, segmento que foi fortalecido pela pandemia da Covid-19.   

    Com apenas sete meses de atuação e uma boa aceitação do público, o grupo já comemora os bons resultados da marca, que passou a controlar 68 operações em 16 estados. 

    Continua depois do anúncio

    Nesta entrevista, Renata Lamarco, diretora de marketing do Grupo Bloomin’ Brands, comenta sobre os desafios de inaugurar uma marca em um período de pandemia, da rápida expansão, concorrência e de como está trabalhando a comunicação da Aussie Grill

    Renata Lamarco, diretora de marketing do Grupo Bloomin’ Brands (Crédito: Divulgação)

    Em setembro de 2020 o Grupo Bloomin’ Brands apresentou a Aussie Grill ao mercado. Quais foram os desafios de inaugurar uma nova marca em tempos de pandemia?

    Continua depois do anúncio

    A marca surgiu justamente por conta dos desafios impostos pela pandemia. Observando a representatividade do delivery no nosso negócio e o quanto ele entrou na vida das pessoas, decidimos trazer a Aussie Grill para participar de mais uma ocasião de consumo junto ao consumidor.

    Nos EUA e na Ásia, o Grupo Bloomin’ Brands possui a marca Aussie Grill com restaurantes físicos, mas aqui resolvemos apostar em uma operação 100% digital, com produtos para comer com a mão e voltada para um target mais jovem. 

    Continua depois do anúncio
    Cardápio do Aussie Grill tem foco na proteína de frango (Crédito: Divulgação)

    A Aussie Grill chegou ao país com a proposta de ter uma operação 100% virtual e com foco no delivery, mas onde estão sendo preparados os pratos? A marca está usando dark kitchens?

    Utilizamos as cozinhas dos nossos restaurantes. Temos um time separado, mas usamos a estrutura física deles para expandir o atendimento. Observamos durante a pandemia que havia a oportunidade de operar uma outra marca em nossas 115 cozinhas. Isso também ajuda nos custos para expandir Aussie Grill através dos nossos pontos atuais. Sobre a dark kitchen, antes da pandemia, já trabalhávamos com uma para a marca Abbraccio.  

    Continua depois do anúncio

    A marca pensa ter restaurantes físicos depois da pandemia? 

    A princípio pensamos na Aussie Grill como uma operação 100% virtual. Mas, estamos sempre avaliando oportunidades. O grupo está de olho em inovações e tendências para encantar os clientes nos momentos mais diferentes. Então, não descarto essa possibilidade, mas a princípio, ela é uma marca virtual.

    Com operação 100% digital os pedidos da Aussie Grill devem ser realizados pelo delivery (Crédito: Divulgação)

    Quais foram os resultados destes primeiros meses? O público aceitou bem a marca?

    No primeiro mês trabalhamos com apenas uma operação na região do Brooklin, em São Paulo. Aproveitamos este momento para fazer um teste com clientes e influenciadores. Diferentemente do cardápio nos EUA, que é mais completo, aqui optamos para trabalhar com o frango. Houve um aumento no consumo desta proteína nos últimos dois anos no Brasil. 

    Continua depois do anúncio

    Com isso, desenvolvemos os tenders e os hambúrgueres de frango, que foram uma adaptação do Aussie Grill americano. Depois, quando observamos que a marca já estava super bem avaliada, começamos a expandir o atendimento. Hoje, sete meses depois, estamos com 68 operações em 16 estados. 

    As cidades de São Paulo e Rio de Janeiro possuem uma oferta maior de delivery, mas os resultados em outros estados têm sido uma grande surpresa. Temos aprendido muito com a marca.   

    Continua depois do anúncio
    Nos EUA e na Ásia a rede Aussie Grill possui restaurantes físicos. A marca não descarta essa possibilidade para o Brasil (Crédito: Divulgação)

    Como vocês estão trabalhando a comunicação da nova marca?

    Assim como a marca, a campanha é 100% digital. Afinal, fazemos o call-to-action de levar as pessoas para o iFood, os pedidos são realizados por lá. O crescimento é bem orgânico. O posicionamento da marca foi realizado com uma consultoria e essa semana fechamos parceria com a agência B&Partners.CO. Antes, estávamos trabalhando com parceiros menores. Começamos com o conceito de startup, aprendendo e evoluindo.  

    Como você observa a concorrência já que a proteína de frango vem ganhando destaque em redes de fast-food?

    Como você bem mencionou, são redes de fast-food, possuem foco na praça de alimentação, e a Aussie Grill está no segmento de fast-casual. Mas, claro, que essas marcas colaboraram para a democratização do tender e do frango empanado. Faz parte da construção da categoria como um todo. 

    Continua depois do anúncio

    Quando trazemos a nossa marca para o delivery entendemos que a nossa oferta é diferente. É uma refeição que leva experiência e entretenimento. Toda a embalagem conversa com o cliente, há um cuidado super especial e uma entrega de alta qualidade. 

    Quais são as perspectivas para 2021?

    Vamos continuar expandindo. Temos fortes planos para a marca e uma grande expectativa para crescer em outras praças. 

    Publicidade

    Ouça nosso Podcast!

    GKPB Em Vídeo

    Publicidade
    Publicidade

    Conecte-se

    64,615FãsCurtir
    107,084SeguidoresSeguir
    14,500InscritosInscrever

    Para Você

    Publicidade