Mais
    Publicidade
    Publicidade
    Início Inovação Finanças Banco Central comenta sobre utilização do PIX em correntes do Instagram

    Banco Central comenta sobre utilização do PIX em correntes do Instagram

    O Banco Central reforça que "O PIX é um meio de pagamento, não uma rede social" ao ser questionado sobre a utilização do serviço em correntes do Instagram.

    Publicidade

    Lançado oficialmente em novembro do último ano, o PIX, serviço de pagamentos instantâneos do Banco Central, já foi alvo de diversas polêmicas e campanhas, além de facilitar diversas transações bancárias. Contudo, recentemente uma prática viralizou nas redes sociais, onde o PIX é utilizado como um facilitador e ferramenta para flertes e as famosas correntes.

    Através do Instagram, templates (modelos prontos de imagens) de brincadeiras envolvendo transferências pelo PIX estão fazendo o maior sucesso e desafiam os usuários a transferirem determinadas quantias para outros usuários em resposta a uma pergunta ou desafio. Vale ressaltar que, além dos valores pré-determinados “corresponderem a uma resposta”, o PIX também permite que o usuário envie mensagens para o destinatário, o que possibilita os usuários de “flertarem”.

    Continua depois do anúncio

    Entre os templates para Instagram mais populares estão correntes e brincadeiras como “PIXTinder”, “Seu PIX vale algo”, “Nossa amizade vale PIX”, “Desafio PIX”, “PIX Maternidade” e diversos outros. Ao fazer um print ou download de uma versão em branco, o usuário pode repostar em seu story com a sua chave PIX para que os seguidores interessados participem. Confira alguns exemplos:

    À CNN Bussiness, o Banco Central do Brasil comentou sobre a utilização “incorreta” da ferramenta em correntes do Instagram e para “flertar”: “O PIX é um meio de pagamento, não uma rede social”. Além disso, a instituição reforça o único objetivo da ferramenta, que é dar mais agilidade às transações financeiras.

    Continua depois do anúncio

    Por fim, o Banco Central informou ao veículo que não há previsão legal para possibilitar o bloqueio de usuários específicos dentro do sistema. Aqueles que não querem ser incomodados com mensagens através das transações, o BC sugere ao usuário que realize, junto ao aplicativo do banco onde mantém a conta, o bloqueio de notificações de pagamentos. Outro ponto levantado pelo Banco Central é exposição de dados em redes sociais, como o CPF (uma das possibilidades de chaves do PIX).

    Com informações de: CNN Bussiness.

    Com amor, GKPB. <3

    Acompanhe novidades em tempo real. Siga nosso perfil no Instagram.

    Ouça nosso Podcast!

    Publicidade
    Publicidade

    GKPB Em Vídeo

    Geek Public... o quê?

    imagem-perfilMatheus Ferreira, 30, é o cara que cuida desse site que você já ouviu falar por aí.

    O Geek Publicitário é mais que um Blog de Publicidade. É um lugar para abordar tudo o que acontece de mais interessante no mercado da comunicação, da criatividade e do universo geek. Entre, tire os sapatos e sinta-se a vontade.

    + Saiba mais

    Conecte-se

    64,599FãsCurtir
    99,000SeguidoresSeguir
    14,500InscritosInscrever

    Veja também:

    Spaces: Twitter lança ferramenta semelhante ao Clubhouse para Android

    Ontem (02) o Twitter disponibilizou sua nova ferramenta, o Spaces, para usuários que acessam a plataforma por Android. Similar ao Clubhouse, a novidade chega...

    Instagram passa a permitir até 4 pessoas em live simultaneamente

    Após os sucesso inegável das lives durante o começo da pandemia no ano passado, o Instagram decidiu investir nessa ferramenta da plataforma e agora...

    Pringles provoca Ruffles depois de lançamento “Tira Onda”

    Aparentemente o universo dos snacks acaba de ganhar uma boa briga. Há alguns dias nós falamos aqui da nova Ruffles Tira Onda, um snack...

    Twitter vai permitir que você cobre por tweets com o “Super Follow”

    De acordo com o portal “The Verge”, o Twitter acaba de anunciar que está trabalhando em um novo modelo para monetizar os criadores de...
    Login para acessar comunidades virtuais do Facebook de um celular.

    Comunidades virtuais dão mais suporte emocional às pessoas durante a pandemia

    O Governance Lab, da Escola de Engenharia Tandon da Universidade de Nova York (NYU), divulgou ontem (23/02) um relatório patrocinado pelo Facebook, que mostra...

    Newsletter

    Publicidade