Mais
    Início Publicidade Causas Sociais Sleeping Giants chega ao Brasil e pressiona marcas para removerem publicidade de...

    Sleeping Giants chega ao Brasil e pressiona marcas para removerem publicidade de sites que espalham Fake News

    Sleeping Giants Brasil é a versão brasileira de perfil que criou um rombo no orçamento dos veículos de extrema direita nos Estados Unidos. Saiba mais.

    Publicidade

    Talvez você nunca tenha ouvido falar sobre o Sleeping Giants, mas o coletivo teve início nos Estados Unidos após as eleições que tornaram Trump presidente do país sob diversas acusações de Fake News em 2016 com o intuito de tentar combater as notícias falsas por meio de onde mais se lucra com elas: publicidade.

    Criado há pouco mais de 2 dias, a versão verde e amarela do coletivo, o Sleeping Giants Brasil tem ganhado muito espaço no noticiário brasileiro. Isso porque em poucas horas o esforço do grupo conseguiu remover uma série de grandes anunciantes do site Jornal da Cidade Online, eleito por eles o veículo principal para o início do combate à monetização de fake news no Brasil.

    Continua depois do anúncio

    Quais empresas já removeram os anúncios do Jornal da Cidade Online?

    A lista de empresas conhecidas nacionalmente que rapidamente responderam o perfil informando a remoção de anúncios do site em questão já é grande. Veja as empresas que se comprometeram a revisar seus anúncios publicamente com suas contas oficiais do Twitter:

    • PicPay
    • Dell
    • Submarino
    • Telecine
    • Zoom
    • Banco do Brasil*
    • Canal History
    • Loft
    • McDonald’s
    • Insper
    • Impacta
    • Hotel Urbano
    • MadeiraMadeira
    • Decatlhon
    • Printi
    • Fast Shop
    • Quinto Andar
    • Mobly
    • C&C

    * A instituição anunciou a retirada, mas de acordo com o Estadão, o Banco voltou a exibir anúncios no Jornal da Cidade Online após “‘bronca’ de Carlos Bolsonaro”.

    Continua depois do anúncio

    #NãoCompremDELL

    Um destes anunciantes acabou virando discussão nacional. A Dell Computadores do Brasil recebeu denúncias de que estavam aparecendo no Jornal da Cidade Online e em pouco tempo o perfil verificado da companhia respondeu que havia solicitado a retirada dos anúncios e reafirmaram seu compromisso de repudiar disseminação de notícias falsas.

    Em seguida a empresa acabou se tornando um dos assuntos mais comentados do Twitter. As discussões, claramente polarizadas fizeram a hashtag #NãoCompremDELL entrar nos Trending Topics. De um lado quem criticasse a companhia de ceder à “pressão de perfil anônimo de esquerda”, do outro, pessoas que acharam a atitude da companhia coerente com o que a sociedade espera dela.

    Continua depois do anúncio

    Se o que se esperava fosse uma intimidação, parece não ter surtido efeito, a empresa continua respondendo a acusações falsas criadas com o intuito de desmoralizá-la da mesma forma que o modus operandi das Fake News costumam funcionar:

    Outras grandes empresas foram acionadas a se posicionarem pelo perfil, mas ainda não responderam sobre o caso. O jornal Folha de S. Paulo, a marca de produtos domésticos Philips e as operadoras Claro e TIM receberam mensagens, mas não se pronunciaram até o momento de publicação desta matéria.

    Continua depois do anúncio

    A Samsung chegou a responder que não compactuava com a publicação de notícias falsas, mas não informou até o momento se irá realmente realizar o bloqueio dos anúncios. A Americanas.com também foi citada nas publicações e não respondeu. Mas vale lembrar que a companhia é parte do grupo B2W, que gere as operações Americanas, Shoptime e também do Submarino, que já emitiu posicionamento informando a retirada dos anúncios.

    [Atualizado] O Geek Publicitário entrou em contato com Samsung, Americanas, Claro, TIM e Philips. Nenhuma delas confirmou a remoção dos anúncios de forma explícita, mas indicaram que estão revendo suas políticas de mídia programática. Segue abaixo o posicionamento das empresas, apenas reforçaram um compromisso em não compactuar com notícias falsas. Veja:

    Continua depois do anúncio

    Claro Brasil

    “A política de mídia programática da Claro ficou ainda mais criteriosa para negativar todos os veículos que tenham conteúdo falso, duvidoso e antiético, e assim não recebam mais anúncios automáticos. Vamos monitorar e zelar para que nossos anúncios programados automaticamente apareçam em portais que valorizam informações confiáveis, de fontes seguras, além da diversidade de opinião”.

    Americanas

    “A Americanas.com esclarece que contrata diversas ferramentas de marketing que publicam anúncios de forma automática. Se e quando identificada qualquer desconformidade, a marca adota as providências necessárias”.

    Continua depois do anúncio

    Samsung Brasil

    A Samsung reforça seu compromisso ético com a transparência e reitera que não compactua com a disseminação de notícias falsas. A empresa aplica o bloqueio padrão de Brand Safety da plataforma de mídia programática e afirma que está constantemente revisando os anúncios automáticos a fim de garantir o aprimoramento dessas inserções”.

    TIM Brasil

    “A TIM reforça que não está ligada a nenhum movimento, tampouco compactua com a disseminação de notícias falsas, tendo o compromisso com a transparência das informações. Em um dos modelos de anúncios em canais digitais, conteúdos são automaticamente distribuídos por plataformas parceiras. Este processo está  passando por revisão para reforçar que nossa marca não seja associada com qualquer iniciativa que não esteja aderente às políticas da companhia”.

    Continua depois do anúncio

    A Philips e o jornal Folha de S. Paulo já anunciaram publicamente que irão remover os anúncios do site em questão. O Geek Publicitário reforça que o espaço estará sempre aberto para um posicionamento oficial de qualquer uma das empresas citadas.

    Atualizado pela última vez em 22/05/2020 às 15h46.

    Com amor, GKPB. <3

    Acompanhe novidades em tempo real. Siga nosso perfil no Instagram.

    Publicidade

    Conheça nosso canal no Youtube:

    Publicidade

    GKPB Em Vídeo

    Geek Public... o quê?

    imagem-perfilMatheus Ferreira, 29, é o cara que cuida desse site que você já ouviu falar por aí.

    O Geek Publicitário é mais que um Blog de Publicidade. É um lugar para abordar tudo o que acontece de mais interessante no mercado da comunicação, da criatividade e do universo geek. Entre, tire os sapatos e sinta-se a vontade.

    + Saiba mais

    Conecte-se

    64,602FãsCurtir
    93,700SeguidoresSeguir
    14,500InscritosInscrever

    Veja também:

    Banco Central comenta sobre utilização do PIX em correntes do Instagram

    Lançado oficialmente em novembro do último ano, o PIX, serviço de pagamentos instantâneos do Banco Central, já foi alvo de diversas polêmicas e campanhas,...

    “Toleramos tudo, exceto intolerância”, se posiciona Calvin Klein no Instagram

    Toda vez que uma marca de alcance mundial dá espaço para públicos antes invisíveis na publicidade, a comunidade conservadora dá um jeito de colocar...

    Ambev doa 500 cilindros de oxigênio para o Amazonas

    Diante da catástrofe em que se encontram as unidades de saúde do Amazonas, a Ambev mais uma vez tomou a frente das iniciativas em...

    Visa se une à Catho para ajudar consumidores a encontrarem emprego

    A pandemia ainda não acabou e mesmo quando ela se for, a sociedade ainda vai viver um bom tempo os efeitos do isolamento social....

    Burger King lança sanduíche com gosto de 2020

    O Burger King, uma das maiores redes de fast-food do país, decidiu representar o ano de 2020 através de um sanduíche um tanto sinistro...

    Newsletter

    Equipe

    Matheus Ferreira

    Editor-Chefe

    Tom Oliveira

    Repórter

    Publicidade
    Publicidade